Consulta virtual (Teleconsulta) ou presencial
(31) 3241.2123

Transtorno de ansiedade generalizada (TAG)

O distúrbio, muitas vezes, é de difícil diagnóstico, por apresentar sintomas semelhantes aos de outras doenças mentais. Por isso, é importante ficar atento a alguns sinais e procurar ajuda médica para evitar o agravamento do quadro

A ansiedade é uma reação normal na vida de qualquer pessoa quando ela se encontra diante de situações difíceis que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. Exemplos de situações em que um quadro de ansiedade pode se manifestar são uma entrevista de emprego, uma viagem a um lugar totalmente desconhecido, entre tantos outros.

Essa ansiedade é positiva, pois ela ajuda a preparar o indivíduo para o que está por vir. Mas quando a ansiedade se torna uma constante na vida da pessoa, com preocupação excessiva, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses, no mínimo, interferindo na vida diária, pode-se ter um quadro de transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

Estima-se que o transtorno de ansiedade generalizada (TAG) afete cerca de 265 milhões de pessoas em todo o mundo. Ele está entre os dez motivos mais comuns de consultas médicas e pode afetar pessoas de todas as idades. Em geral, as mulheres são mais vulneráveis do que os homens.

A principal característica do transtorno é a preocupação excessiva com algo, sem que existam motivos reais para isso. O TAG pode se manifestar de diversas formas e intensidades, levando a pessoa a apresentar vários sintomas.

Outra característica é que até 25% dos pacientes que têm o distúrbio apresentam também outras doenças psiquiátricas, como a depressão e a síndrome do pânico.

agende sua consulta agora mesmo com a Dra. Yumara Siqueira!

Sintomas do transtorno de ansiedade generalizada (TAG)

O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é um distúrbio que pode apresentar sintomas físicos, neurológicos e psicológicos. Entre eles, destacam-se:

  • Fadiga;
  • Tensão muscular;
  • Palpitação;
  • Suor excessivo;
  • Dor de cabeça;
  • Disfunção sexual;
  • Disfunção gastrointestinal;
  • Perda de memória;
  • Náuseas;
  • Insônia;
  • Dificuldade de concentração;
  • Irritabilidade;
  • Inquietação;
  • Preocupação constante;
  • Visão irreal de problemas;
  • Medo constante de adoecer, de não conseguir cumprir seus compromissos, de que algo ruim aconteça.

[cta_paginas_internas_1 titulo="Agende e enfrente a ansiedade"]

Causas do transtorno de ansiedade generalizada (TAG)

Assim como ocorre com a maioria das doenças psiquiátricas, não existe uma causa definida para o transtorno de ansiedade generalizada (TAG). Acredita-se que uma série de fatores pode levar ao desencadeamento do distúrbio. São eles:

  • Histórico familiar da doença: algumas pesquisas sugerem que fatores hereditários podem aumentar a probabilidade de uma pessoa desenvolver o transtorno de ansiedade generalizada (TAG);
  • Fatores ambientais: traumas na infância, abusos, abandono de um dos pais, bullying, morte de um familiar, divórcio ou desemprego podem estar relacionados ao desencadeamento do transtorno de ansiedade. Indivíduos com doenças crônicas também podem ser mais propensos a desenvolver o distúrbio;
  • Química do cérebro: existe uma corrente de especialistas que acredita que o transtorno de ansiedade generalizada (TAG) pode estar associado ao funcionamento anormal de certas células nervosas que conectam regiões cerebrais envolvidas no pensamento e na emoção. Por essa teoria, os indivíduos com transtorno apresentariam um desequilíbrio na quantidade de alguns neurotransmissores cerebrais, como a serotonina e a noradrenalina, que são responsáveis por transmitir informações de uma célula nervosa para outra.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico começa com o especialista fazendo a diferenciação entre os sintomas do que pode ser o distúrbio e os sintomas comuns de medo e ansiedade que qualquer pessoa pode vivenciar ao longo da vida.

Para considerar um quadro de transtorno de ansiedade generalizada (TAG), o paciente deve apresentar alguns dos sintomas citados acima há pelo menos seis meses. Eles também devem causar desconforto ou prejudicar a rotina da pessoa e seus relacionamentos, seja no trabalho, na família ou no grupo social.

Além disso, o especialista pode solicitar alguns exames para se certificar de que os sinais relatados pelo paciente não têm relação com alguma doença física ou com o uso de medicações ou até mesmo drogas.

Há que se considerar, ainda, durante o diagnóstico, a possibilidade de o transtorno de ansiedade estar associado a outras doenças psiquiátricas.

Tratamento do transtorno de ansiedade generalizada (TAG)

O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é uma doença crônica, por isso, requer acompanhamento por toda a vida, pois o paciente pode apresentar períodos de melhora e piora do quadro.

O tratamento do TAG geralmente é feito associando-se psicoterapia e medicações.

Em relação aos medicamentos, os mais utilizados são os ansiolíticos e antidepressivos, que podem ser apenas prescritos por um médico psiquiatra. Algumas vezes, a suspensão do uso dos medicamentos costuma favorecer o retorno dos sintomas. Assim, só deixe de usar a medicação caso o médico tenha recomendado.

Além disso, o indivíduo com transtorno de ansiedade pode buscar auxílio em práticas de relaxamento, meditação e yoga. A prática de exercícios físicos e de técnicas de mindfulness (atenção plena) também pode ser uma aliada no tratamento psicoterápico e medicamentoso.

Como outros transtornos de ansiedade, depressão ou abuso de substâncias, muitas vezes, estão associados ao transtorno de ansiedade, eles também devem ser tratados com terapias adequadas, sejam medicamentosas ou não.

Quando procurar um especialista

Ao perceber alguns dos sintomas que possam ser indício de um transtorno de ansiedade generalizada (TAG) ou que a ansiedade está atrapalhando sua rotina e causando sofrimento, a pessoa deve procurar por um especialista no tratamento de transtornos mentais, como um psiquiatra ou psicólogo.

São esses profissionais que poderão fazer o diagnóstico e indicar o tratamento mais adequado. O diagnóstico precoce e o tratamento imediato têm um papel fundamental para o controle do transtorno de ansiedade generalizada (TAG) e para evitar que o quadro se agrave.

Entre em contato agora mesmo e agende sua consulta com a Dra. Yumara Siqueira.

Fontes:

Ministério da Saúde

Pfizer

Manual MSD

Associação Médica Brasileira

153 OPINIÕES
35 AVALIAÇÕES

Agendamento Online

Agende agora mesmo uma consulta via Telemedicina ou Presencial, através do Doctoralia!

AGENDAR CONSULTA

ONDE ESTAMOS

Rua dos Aimorés, 3018, Sala 701 Barro Preto, Belo Horizonte - MG | CEP: 30140-073

CONTATO

(31) 3241.2123
contato@pontodemutacao.com.br
SIGA-NOS!
Copyright © - Dra. Yumara Siqueira de Castro 2024.
Todas as informações publicadas neste site têm cunho educacional, sendo que todos os conteúdos são previamente revisados pela Dra. Yumara Siqueira de Castro, CRM-MG 22767 / RQE 20493, e não podem ser consideradas diagnóstico. Para tal, é necessário consulta e exames preliminares.